Karol Conka – Colher de Chá

Recebemos um convite irrecusável para participar no  Rolê das Minas  com a Karol Conka na Colher de Chá – agora pensa num clima bom – multiplica por dez, assim foi o rolê.
Ambiente super bacana  estamos encantadas com o local , várias tribos reunidas, bebida gelada e muita música boa e muito papo sobre empoderamento! E pra fechar com chave de ouro, tivemos o privilégio de conhecer e conversar um pouco com a Karol, o encontro foi rapidinho, mas o suficiente pra entregarmos junto com a Zakii uns mimos e trocarmos umas ideias estamos nos sentindo intimasresumindo foi incrível!

Karol_conka_colher_de_cha_vou_de_preta (59)

 

Aha uhu o rolê é nosso
O mundo é meu, eu sonho, eu faço, eu posso
Aha uhu o rolê é nosso
O mundo é meu, eu sonho, eu faço, eu posso 🎶🎵🎶

Karol_conka_colher_de_cha_vou_de_preta (102)

 

Fica aqui os nossos sinceros agradecimentos a Juliana Waterkemper e a Casa Colher de Chá, por nos permitir participar de um momento tão singular, – a voz das mulheres precisa ser valorizada –  separamos algumas imagens do evento, salve e compartilhe a sua.

Beijos das Pretas 💋💋💋

 

Samba Reggae: Cores de Aidê

Sabe quando você conhece alguma coisa e quer compartilhar com todo mundo??

Foi assim quando conheci o Cores de Aidê, na IV Semana da Consciência Negra – UNESC, participamos de uma maravilhosa e enriquecedora roda de conversa sobre o empoderamento feminino negro – preciso ressaltar que a cada roda de conversa que participo, percebo o quanto essa troca de confidências nos faz crescer e renovam nossas forças para seguir firme na militância –  a apresentação das meninas e a conversa estavam tão boas que mal percebemos a hora passar.

cores_de_aide_vou_de_preta

Eu fiquei super animada, empolgada, eufórica, queria sair tocando um sonho aprender a tocar percussão, dançando e virei fã, – tive a obrigação de ir buscar mais informações sobre as meninas  pra compartilhar aqui com vocês!!!

Retirei algumas informações da página do Facebook:

Sobre
A Banda Cores de Aidê é formada por mulheres que, através do Ritmo Samba Reggae, de suas danças e composições, honra o respeito e o direito pela liberdade.
HISTORY
 Cores de Aidê nasceu no dia 21 de fevereiro de 2015, no Morro do Quilombo, em Florianópolis. Um grupo de mulheres se uniu para viver a arte e mergulhar no universo percussivo do Samba Reggae. A partir dessa influência afro brasileira, surgiram composições próprias, arranjos, coreografias e principalmente relações baseadas na liberdade e no respeito a união de etnias.
Fonte: Página Oficial Facebook Cores de Aidê

Fonte: Página Oficial Facebook Cores de Aidê

 Membros
Sarah Massignan, Paula Telles, Roberta Funchal, Maria Fernanda Jerônimo, Elaine da Silva, Dandara Manoela, Carla Luz, Cauane Maia, Ana Beatriz Sodré, Geórgia Emanuela, Tágua Andreosi, Kátia Arruda, Aline Martins, Laila Oliveira, Nattana Marques e Cristiane Fernandes.
 
No canal do Youtube,  a Cauane Maia esclarece quem é Aidê, dessa forma conseguimos compreender melhor a identidade do grupo – Eu já me inscrevi no canal e aconselho vocês a fazerem o mesmo.
 

Vi uma novidade  página e acho importante destacar aqui , vai rolar o primeiro CARNAVAL DO BLOCO CORES DE AIDÊ –  pausa para esse momento: EU PRECISO IR! – as meninas também sempre compartilham a data, local  e o horários dos ensaios.

Eu sempre bato na mesma tecla: de noticias ruins o mundo está cheio,  devemos propagar e compartilhar notícias positivas–   coisas boas atraem coisas boas –  e o Cores de Aidê é uma noticia boa, muito boa mesmo – e se eu fosse vocês compartilhava esse post 😬😬😬.

Desejo que o Cores de Aidê cresça cada vez mais, que a musicalidade, o talento e a mensagem de vocês ultrapassem fronteiras, pois a musica é alimento pra alma! 💛💛💛

 Beijos da preta!
sign-Dai

Papo entre Pretas: Saiba como foi o evento

Aconteceu  sábado dia 12/11, na COPIRC o 1° Papo entre Pretas, o evento foi recheado de muita conversa boa, troca de informações e risadas.

A dança circular deu inicio as atividades, buscando uma experiência de integração entre as participantes, a prática foi conduzida pela professora Juliana Guimarães 

dsc07633

dsc07661 dsc07668

Feminismo, empoderamento, a solidão da mulher negra e racismo foram os principais pontos discutidos durante a tarde – o papo estava tão bom que nem percebemos a hora passar.

dsc07752

dsc07689 dsc07698

dsc07756 dsc07758

Gostaríamos de agradecer imensamente a presença e colaboração de cada mulher que se fez presente no Papo entre Pretas, que seja o primeiro de muitos!

dsc07775 dsc07781 dsc07788

Beijos das Pretas e até a próxima!

 

 

Papo entre Pretas – Roda de Conversa

Que tal passar um a tarde deliciosa recheada de muita conversa sobre  feminismo e empoderamento da mulher negra?  Ter  espaço aberto para falarmos de nossas  experiências, dúvidas, questionamentos, expectativas e o que mais  nos dever vontade, afinal muitas Pretas Metidas no mesmo espaço a boa conversa será garantida e assim será Papo entre Pretas, que acontecerá dia 12 de novembro na COPIRC.

Também teremos espaço kids, dança circular, espaço para afro empreendedoras e  um delicioso café de confraternização.

 

vou_de_preta_papo_entre_pretas

 

Mapa do evento:

vou_de_preta_mapa_do_evento

Desde já gostaríamos de agradecer a parceria e colaboração da Zakii, COPIRC e SISERP- CRR.

Acompanhe a página do evento no Facebook e fique por dentro de todas as novidades.

Será uma tarde maravilhosa, contamos com a sua presença!

Google+