Recent Posts by Dai dos Passos

Samba Reggae: Cores de Aidê

Sabe quando você conhece alguma coisa e quer compartilhar com todo mundo??

Foi assim quando conheci o Cores de Aidê, na IV Semana da Consciência Negra – UNESC, participamos de uma maravilhosa e enriquecedora roda de conversa sobre o empoderamento feminino negro – preciso ressaltar que a cada roda de conversa que participo, percebo o quanto essa troca de confidências nos faz crescer e renovam nossas forças para seguir firme na militância –  a apresentação das meninas e a conversa estavam tão boas que mal percebemos a hora passar.

cores_de_aide_vou_de_preta

Eu fiquei super animada, empolgada, eufórica, queria sair tocando um sonho aprender a tocar percussão, dançando e virei fã, – tive a obrigação de ir buscar mais informações sobre as meninas  pra compartilhar aqui com vocês!!!

Retirei algumas informações da página do Facebook:

Sobre
A Banda Cores de Aidê é formada por mulheres que, através do Ritmo Samba Reggae, de suas danças e composições, honra o respeito e o direito pela liberdade.
HISTORY
 Cores de Aidê nasceu no dia 21 de fevereiro de 2015, no Morro do Quilombo, em Florianópolis. Um grupo de mulheres se uniu para viver a arte e mergulhar no universo percussivo do Samba Reggae. A partir dessa influência afro brasileira, surgiram composições próprias, arranjos, coreografias e principalmente relações baseadas na liberdade e no respeito a união de etnias.
Fonte: Página Oficial Facebook Cores de Aidê

Fonte: Página Oficial Facebook Cores de Aidê

 Membros
Sarah Massignan, Paula Telles, Roberta Funchal, Maria Fernanda Jerônimo, Elaine da Silva, Dandara Manoela, Carla Luz, Cauane Maia, Ana Beatriz Sodré, Geórgia Emanuela, Tágua Andreosi, Kátia Arruda, Aline Martins, Laila Oliveira, Nattana Marques e Cristiane Fernandes.
 
No canal do Youtube,  a Cauane Maia esclarece quem é Aidê, dessa forma conseguimos compreender melhor a identidade do grupo – Eu já me inscrevi no canal e aconselho vocês a fazerem o mesmo.
 

Vi uma novidade  página e acho importante destacar aqui , vai rolar o primeiro CARNAVAL DO BLOCO CORES DE AIDÊ –  pausa para esse momento: EU PRECISO IR! – as meninas também sempre compartilham a data, local  e o horários dos ensaios.

Eu sempre bato na mesma tecla: de noticias ruins o mundo está cheio,  devemos propagar e compartilhar notícias positivas–   coisas boas atraem coisas boas –  e o Cores de Aidê é uma noticia boa, muito boa mesmo – e se eu fosse vocês compartilhava esse post 😬😬😬.

Desejo que o Cores de Aidê cresça cada vez mais, que a musicalidade, o talento e a mensagem de vocês ultrapassem fronteiras, pois a musica é alimento pra alma! 💛💛💛

 Beijos da preta!
sign-Dai

Mulher Negra: É o poder, aceita porque dói menos

por segunda-feira,10 outubro, 2016 0 , , 0

Hoje vamos de falar coisas boas, vamos falar do destaque das nossas mulheres negras em diversas áreas.

Após 30 anos tivemos uma nova Miss Brasil Negra, a linda Raíssa Santana; é claro que há muita discussão sobre esse tipo de concurso, que visa enaltecer o velho esterótipo de beleza, porém cá entre nós –  ver uma mulher negra  de cabelos crespos sendo consagrada a Miss Brasil, é um sinal de que as coisas estão mudando.

Adoraria motivar outras mulheres negras, quero poder incentivar as pessoas a irem atrás dos seus sonhos, correr atrás dos seus objetivos em qualquer setor da vida. É uma coisa muito legal poder, quem sabe, servir de exemplo – disse Raíssa em uma entrevista.

Acordei e não era sonho ❤️. Obrigada por tanto amor minha gente linda!!

Uma foto publicada por Raissa Santana (@santana_raissa) em

Essa edição do concurso também se destacou pelo número de participantes negras – no total tivemos seis meninas negras, na qual duas chegaram na final – uma das coisas que mais me chamou atenção, foi ver as outras candidatas negras comemorando a vitória da Raíssa como se fossem delas, naquele momento a frase: Uma sobe e puxa outra, fez todo sentido pra mim.

miss_brasil_2016_vou_de_preta

Em Belo Horizonte Áurea Carolina (PSOL), foi a candidata mais votada com 17.420 votos, desbancando muitos “políticos de carreira”,  sendo a candidata a vereador mais bem votada nas três últimas eleições, essa foi a primeira vez que seu partido conquistar uma  cadeira na câmara de vereadores na capital mineira.

A atuação de Áurea política iniciou através do movimento do hip hop, no momento em que iniciava sua carreira como cantora, O hip-hop foi minha escola de formação sobre gênero, sobre racismo, sobre luta antirracista, a luta por igualdade”.

Áurea é cientista política, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) com especialização em Gênero e Igualdade pela Universidade Autônoma de Barcelona. É também educadora popular, com atuação em ONGs

E o que falar da beleza da senegalesa Khoudia Diop? Não sabe de quem estamos falando?

Khoudia é uma das integrantes da campanha  The Colored Girl: Rebirth (O Renascimento da Mulher Negra), o projeto é assinado por Victory Jones e Tori Elizabeth, o projeto lançado e visa valorizar a beleza negra colocando em destaque a pluralidade dos tons de pele negra.

🙈

Uma foto publicada por Khoudia diop (@melaniin.goddess) em


Khoudia acabou chamando mais atenção dos internautas do que as outras modelos devido ao tom mais escuro de pele, e por esse motivo acabou recebendo o apelido amoroso de Deusa da Melanina.

melanina_vou_de_preta

Como nem tudo são flores Khoudia compartilhou em sua conta no instagram um recado aos  haters: “Bullies me chamavam de tudo quanto é nome, pensando que eu me sentiria mal pelo o tom da minha pele, mas, quer saber? Amo todos os haters e mostrei o quanto não me importo com o que eles pensam.”

Ainda que seja a passos lentos, as coisas estão começando a mudar,  nós mulheres negras estaremos cada vez mais sendo protagonistas de nossas histórias, ocuparemos cada vez mais os lugares de destaque, ainda que para nós seja duas, três, quatros vezes mais difícil.

É o poder, aceita porque dói menos
De longe falam alto, mas de perto tão pequenos
Se afogam no próprio veneno, tão ingênuos
Se a carapuça serve, falo mesmo
E eu cobro quem me deve
É o Poder – Karol Conka

sign-Dai

Mama Cax: Exemplo de Superação e Fonte de Inspiração

O Brasil está um caos e a impressão que tenho é que “se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”, mas que tal fazermos uma pausa nessa loucura toda e ver um lindo exemplo de superação e fonte de inspiração?

Estou falando da Mama Cax, a pouco tempo atrás vi uma foto dela no Instagram e logo já comecei a seguir o perfil , que tem uma foto mais bafo que a outra.

vou_de_preta_mama_cax

Aos 14 anos Mama, foi diagnosticada com câncer nos ossos e no pulmão, os médicos deram a ela apenas 3 meses de vida.  Com o auxilio de um novo medicamento a jovem conseguiu ganhar a luta contra a doença, porém o tratamento a deixou com algumas sequelas, a sua perna direita precisou ser amputada.

Para comemorar a cura da doença Mama viajou para Costa Rica e de lá pra cá ela já visitou mais de 20 países em 5 continentes, em seu blog e no Insta ela conta como é ser uma mulher negra e deficiente viajando pelo mundo a fora.

“Eu não estive muito contente com a imagem da mídia de beleza. Eu tornei a minha missão pessoal infiltrar a ‘indústria da beleza’ – andar por aí de muletas e com uma perna mecânica faz com que as pessoas gritem ‘Arrasa, garota! Você ainda é linda!’. AINDA? Eu SOU linda e estou aqui para mostrar o quão bonita eu sou por dentro e por fora”, escreveu ela em seu  lifestyle.

Fico admirada com a versatilidade e a beleza das fotos, a prótese com toda certeza chama atenção principalmente quando percebemos que ela usa diferentes estampas no equipamento para ajudar a compor o look.

 

🍋 #delivert #lemonade __________________

Uma foto publicada por Mama Cāx (@caxmee) em

“Cicatrizes são coisas que a gente pode odiar o quanto quiser, mas no final elas continuarão fazendo parte de nós. Elas contam nossas histórias de batalha e sobrevivência”, disse ela em entrevista ao site Bored Panda.

O amor próprio é a melhor receita de beleza que existe, o meu desejo é que tenhamos a mesma disposição e a motivação de Mama para encararmos as dificuldades que surgem no caminho, e se não for pedir de mais também podemos ser lindas, poderosas, estilosas, lacradoras como ela!

sign-Dai

Santa Catarina é Negra: Marcha da Negritude Catarinense

Sim, teve Marcha!

A cada quilômetro avançado a ansiedade  aumentava, chegamos em Florianópolis com chuva, mas tínhamos a certeza que recuar ou desistir da Marcha não era uma opção.

Ver as pessoas chegando com sorriso no rosto, mesmo em baixo de chuva, ver a empatia estampada nos olhos de cada um que ali se fazia presente e, principalmente, o desejo de marcharmos juntos para mostrarmos para Santa Catarina e o Brasil que nós existimos e resistimos.

A chuva deu uma trégua e ao som da apresentação do Maracatu Arrasta Ilha, a concentração  foi tomando conta da escadaria da Igreja Nossa Senhora do Rosário – pra mim um dos momentos mais especiais da Marcha da Negritude Catarinense -.

vou_de_preta_marcha_da_negritude_catarinense

Percorremos as principais ruas do centro de Florianópolis  em busca do reconhecimento do valor do povo negro na história do estado, pelo fim do preconceito, por politicas próprias para a população negra. O poeta Cruz e Sousa  e  ex- Ministra da Secretaria de Politicas Públicas da Igualdade Racial do Brasil, Luíza Helena Bairros, falecida no dia 12 de julho, foram lembrados.

vou_de_preta_marcha_da_negritude_catarinense_2jpg

vou_de_preta_marcha_da_negritude_catarinense_3jpg

Não consegui fazer nenhum registro fotográfico de uma senhora muito simpática que nos acompanhou do meio até o fim da Marcha, ela havia saído de casa para ir ao mercado e ao ver a passeata, ficou tão maravilhada que decidiu seguir junto, naquele momento eu tive a certeza que parte dos nossos objetivos haviam sido atingidos – estávamos sendo vistos – vi muitas pessoas acenando admiradas, outras e emocionadas e não vou negar que algumas pareciam estar perplexas com tal movimentos – mas para essas pessoas voltamos a repetir, nós existimos e resistimos!

13690770_1670840316474190_4009353487839571158_n vou_de_preta_marcha_da_negritude_catarinense_4jpg

Fica aqui o nosso agradecimento e parabéns aos idealizadores e organizadores da Marcha que não mediram esforços para concretizar e viabilizar esse momento histórico no estado de Santa Catarina, que essa seja a primeira de muitas!

sign-Dai

Empoderamento: Negra, negra, negra!

Negra, negra, negra…

Nessas últimas semanas tenho me deparado com boas noticias, nas quais mulheres negras são protagonistas –  não estou  dizendo que somente coisas boas aconteceram, mas acredito que devemos propagar e compartilhar notícias positivas–    acredito que coisas boas atraem coisas boas, então vai que dá certo?

De começo, parecia ser mais uma história de preconceito contra uma mulher negra e gorda, mas não subestime a autoestima de uma preta que sabe o seu valor!

Ao publicar as fotos do ensaio de noivado Mzznaki Tetteh, dentre muitos elogios recebeu algumas criticas na foto na qual seu noivo aparece pegando no colo, os comentários diziam que ela era “gorda de mais para ser levantada” entre outros absurdos que já podemos imaginar…

Vou_de_preta_ Mzznaki_Tetteh

Mzznaki não se abateu e passou a postar ainda mais fotos e em uma das postagens publicou a seguinte legenda:Ainda confiante… Seus comentários de lixo não estão arruinando a minha felicidade

Também tivemos Beyoncé Knowles ganhando prêmio de ícone da moda nos CFDA Awards, e fez um discurso emocionante, dedicado as duas mulheres mais importantes da sua vida:

Um vídeo publicado por Beyoncé (@beyonce) em

“Desde que me lembro que a moda faz parte da minha vida. Muitos de vocês não sabem mas a minha avó era costureira. Os meus avós não tinham dinheiro suficiente, não podiam pagar a educação da minha mãe na Escola Católica, então a minha avó vendia roupa aos padres e às freiras e fazia os uniformes para os estudantes em troca da educação da minha mãe. Ela passou este dom da costura à minha mãe e ensinou-lhe o que sabia. Quando começamos as Destiny’s Child, as marcas não queriam vestir quatro negras com curvas e nós não podíamos pagar vestidos de designers…

E não é que o empoderamento da mulher negra está chegando até no “mundinho perfeito” das misses! 

Em São Paulo, Sabrina Paiva foi eleita e representará o estado na disputa nacional.

Vou_de_preta_sabrina_paiva

A tenente do exercito Deshauna Barber foi eleita a Miss Estados Unidos 2016 e representará o pais no Miss Universo.

LAS VEGAS, NV - JUNE 01: Miss District of Columbia USA Deshauna Barber competes in the evening gown competition during the 2016 Miss USA pageant preliminary competition at T-Mobile Arena on June 1, 2016 in Las Vegas, Nevada. The 2016 Miss USA will be crowned on June 5 in Las Vegas. (Photo by Ethan Miller/Getty Images)

Noma Dumezweni será Hermione na fase adulta na peça The Cursed Child. A nomeação da atriz causou muita polêmica entre os fãs de Harry Potter, boa parte  amou,  porém como já era esperado (infelizmente já estamos acostumados) algumas pessoas disfarçaram seu racismo em forma de opinião contraria a escolha. – mas quem se importa – Hermione será negra e ponto final.

vou_de_preta_Hermione_negra

Pretas,  sejamos protagonistas de nossas próprias historias e que tenhamos consciência do nosso valor e coragem para ser o que quisermos e quando quisermos!

Negra! Negra! Negra! E daí? E daí? Negra! Sim. Negra! Sou. –  Me gritaram negra poema de Victoria Santa Cruz.

sign-Dai

 

Recent Comments by Dai dos Passos

    No comments by Dai dos Passos yet.

Google+