Anemia falciforme e seus riscos

Olá pretas!

Já ouviram falar em anemia falciforme? Recentemente a prefeita de uma cidade baiana, Rilza Valentim, de 51 anos, morreu por conta de complicações da anemia falciforme, o que me entristeceu, pois Rilza além de jovem, era uma mulher negra de destaque no cenário político de sua região,  e me preocupou também, por esse motivo quero falar um pouco disso com vocês.

Rilza-Valentim_ anemia-falciforme-vou-de-preta
A anemia falciforme é uma doença genética e hereditária, detectada predominantemente em negros, com estimativa de 8% de incidência,  mas no Brasil devido à miscigenação ela pode ocorrer em pacientes de diversas etnias. A doença é caracterizada por uma alteração nos glóbulos vermelhos, que perdem a forma arredondada e elástica, adquirem o aspecto de uma foice e endurecem, o que dificulta a passagem do sangue pelos vasos de pequeno calibre e a oxigenação dos tecidos.

Os portadores dessa doença podem apresentar sintomas diferentes, entre os sintomas mais comuns estão: *Dor forte (provocada pelo bloqueio do fluxo sangüíneo e pela falta de oxigenação nos tecidos); * Dores articulares; * Fadiga intensa; * Palidez e icterícia; * Atraso no crescimento; *Feridas nas pernas; * Tendência a infecções; * Cálculos biliares; * Problemas neurológicos, cardiovasculares, pulmonares e renais; * Priapismo (ereção peniana persistente e dolorosa).

vou-de-preta-anemia-falciforme

 

A doença pode ser detectada por meio de exames sanguíneos e pelo teste do pezinho, e uma vez detectada, não há cura, mas sim tratamento, que deve ser constante e continuo, envolvendo uma equipe de profissionais,  possibilitando assim que o paciente tenha uma melhor qualidade de vida. É importante que estejamos atentos aos indícios dessa doença que caso não tratada adequadamente pode levar à morte, os sintomas isoladamente podem ser confundidos com os sintomas de outra patologia e quanto mais houver demora no diagnóstico, maior serão os prejuízos à saúde do paciente.

A saúde é nosso bem mais precioso, por isso Pretas fiquem atentas, mantenham seus exames e consultas sempre em dia.

 

 

Dicas de make para pele negra

por sexta-feira,25 julho, 2014 0 , , , 0

Oi meninas,  hoje vou dar algumas dicas de make para pele negra, porque como eu, acho que muitas de vocês não acham tutoriais para a nossa pele.

make para pele negra

Começando pelo começo

Acho que todas as pretas devem saber, que a pele negra normalmente é mais oleosa, por isso a higienização tem que ser mais frequente. Um bom tônico facial ou fluído de limpeza ajudam bastante. Não esqueça de sempre limpar bem a pele antes de começar o make, e sempre comece pelo primer que dará mais homogeneidade à sua pele e fará sua maquiagem durar muito mais.

Base

A pele negra possui algumas áreas do rosto que são mais escuras: ao redor da boca, em volta dos olhos, e próximo a raiz dos cabelos. Neste caso, é aconselhável ter uma base dois tons menores do que a pele. As bases que se adaptam melhor para peles negras são as de tons quentes, mais dourados.

 

Sombras

E vamos combinar que muitas cores de sombra combinam com a nossa pele, mas as cores mais usadas são o dourado, azul, lilás, vinho e rosa.

Sombras para pele negra

Corretivo

Outra dica importante é a tonalidade do corretivo para os diferentes tipos de imperfeições da pele.

Verde: Indicado para imperfeições ou cicatrizes avermelhadas.

Amarelo: Indicado para pequenos hematomas roxos ou imperfeições arroxeadas.

Lilás: Indicado para imperfeições amarronzadas ou imperfeições amarelo-alaranjadas

 

Blush

As cores de blush indicadas para pele negra são: marrom escuro, terracota e rosa queimado

 

Rímel

As Máscaras para Cílios na tonalidade Preta destacam mais intensamente os cílios na pele negra.

 

Batom

Esqueça o mito de que batom para negras só nude ou tons terrosos clarinhos. Vale tudo na hora de caprichar no visual e só depende de você. Se a ocasião for mais formal você pode optar por tons mais sóbrios como uva, vinho e roxo. Se for para programas mais informais, opte por tons mais alegres como rosas, vermelhos e laranjas.

Escolha um tom que harmonize com a sua make e seja feliz!

batons para pele negra

E é isso meninas, espero que tenham gostado e que aproveitem bem as dicas ;)

Beijinhos!

 

Leia também:

Em fase de transição

A ausência da mulher negra nas mídias e o reflexo na sua autoestima

Assuma seu mega – Cuidados com o Megahair

Como fazer hidratação com Maizena

A verdadeira Barbie negra

Em fase de transição

Oi meninas! Tudo bem com vocês?

Vocês já ouviram falar em transição capilar? Não?? E em BC?… Também não??

Há mais ou menos 4 anos decidi abandonar meus crespos fazendo uma “meia” escova definitiva. Não queria alisar meu cabelo, apenas deixar os cuidados mais práticos, e funcionou como um relaxamento (por isso “meia”). Mesmo não estando liso, comecei a tomar gosto pela escova e pela chapinha, e logo resolvi alisá-lo completamente.

Miriele - antes e depois

Na verdade meu desejo sempre foi poder acordar de manhã, pentear o cabelo rapidinho e logo estar pronta. O que eu não sabia é que as definitivas realizadas nunca deixariam meu cabelo assim. E logo o que era uma realização, foi se tornando uma escravidão.

Joguei muito dinheiro fora tentando contrariar a minha natureza. E hoje estou decidida a ter meus cachos de volta.

Quando tomei essa decisão, sabia o risco que estava correndo. Não se abandona a escova definitiva de uma hora pra outra: é preciso paciência e coragem – e por enquanto eu só tive paciência. Foi aí que eu resolvi pesquisar sobre isso, e fiquei surpresa ao descobrir que, assim como eu, muitas outras meninas também estavam passando pela transição, este momento em que esperamos a raiz crescer para cortas as pontas alisadas quimicamente. E descobri o quanto essas mulheres eram fortes e corajosas, pois muitas nem esperavam muito, com pouquíssimos centímetros de raiz crescidas já faziam logo o BC.

E essa foi outra surpresa: eu nem imaginava que existisse um nome para o ato de cortar o cabelo com química. BC é uma sigla em inglês para “Big Chop”, que significa Grande Corte, e normalmente deixam as meninas com o cabelo bem baixinho (até raspado) para tirar completamente a química e ficar só o cabelo natural.

Fotor0723133616

Já estabeleci minha meta para fazer o BC, e por enquanto só preciso de paciência. Pra me ajudar nesse momento de aflição e baixa autoestima que essa fase provoca, resolvi testar o shampoo bomba pra acelerar o crescimento.

{O shampoo bomba é um shampoo sem sal misturado com Bepantol e Monovim A.

Pra fazer a mistura, adicione 25ml de Bepantol, mais 1ml pra cada 100ml de shampoo (se o shampoo tem 300ml, você coloca 3ml de Monovim A). Depois misture bem e use de 2 a 3 vezes por semana e não mais que isso.Vi algumas receitas que usavam mais ml’s de Monovim A, mas a mais segura que encontrei foi esta.}

Não posso dizer ainda se está funcionando, pois faz apenas uma semana que estou usando, mas antes de aderir, pesquisei bastante a respeito de efeitos colaterais e não encontrei nenhum, ainda assim não devemos abusar do uso.

Cabelos afros

♥ Inspirações ♥

Tenho acompanhado muitas páginas de mulheres crespas pra me inspirar e ter forças pra quando chegar a hora, e fico cada vez mais feliz com a repercussão que os cabelos crespos estão tendo, e vejo cada vez mais mulheres decidindo abandonar a química e voltar às suas raízes. Muito mais que modismos incitados pela mídia, o crespo é a minha natureza, é quem eu sou de verdade.

Minha única preocupação agora é que meus cachinhos cresçam logo e que eu possa revê-los :)

 

P.S. Quando tiver um resultado satisfatório sobre o uso do shampoo bomba, conto pra vocês :*

A ausência da mulher negra nas mídias e o reflexo na sua autoestima

Volta e meia me pego em frente à TV, analisando algumas produções televisivas ou publicitárias e me pergunto se eu e até mesmo as minhas filhas estamos representadas em tais mídias. Com o passar do tempo tenho me tornado mais crítica em relação à isso, e a pergunta que não cala nesse meu intelecto, tão revolto e povoado é: Se eu consumo tal produto, seja ele cosmético ou de moda, ou se assisto tal programa de televisão, por que não percebo, ou percebo muito pouco, mulheres que representem o meu padrão racial?

1233166_536343836430800_1044893125_o

Pesquisas mostram que a mulher negra é preterida no mercado cinematográfico, sendo que no período de 2002 à 2012  as mulheres negras representaram apenas 4% dos papéis com destaque nas produções brasileiras, na TV  a realidade não é diferente, as atrizes negras, em sua grande maioria, representam papéis secundários, ligados sempre à periferia ou ao papel de serviçais dos núcleos, não vejo problema associar à imagem da mulher negra a mulheres pobres ou empregadas domésticas, já que muitas pertencem à essas classes, eu inclusive sou filha de uma empregada doméstica e me orgulho muito disso, pois minha mãe exerce sua profissão com muita dignidade e é responsável por grande parte daquilo que sou hoje. O que para mim caracteriza um problema é destinar para as atrizes negras apenas tais papeis. Felizmente não estamos mais confinadas nos guetos e cozinhas, hoje em dia podemos ser e somos aquilo o que quisermos, eu exerço a profissão de professora, com muito orgulho, tenho uma irmã administradora, prima psicóloga e por aí vai. Por que então não somos retratadas de forma mais compatível com a nossa realidade atual?

cacau-protasio

Quando o assunto é campanha publicitária a falta de representação da mulher negra segue pelo mesmo caminho, quantas modelos negras podemos encontrar nas campanhas publicitárias em veiculação atualmente? Grande parte das marcas destinadas às mulheres ainda insistem em retratar suas consumidoras apenas como mulheres esguias, de pele e cabelos claros, e mais uma vez me vem a pergunta: E nós mulheres negras onde estamos? Se eu pago por tal produto e se o meu dinheiro é valido para a empresa que o produz, por que a minha imagem, não lhe serve? Se eu utilizo tal maquiagem, isso quando encontro a tonalidade certa para minha pele (falaremos sobre este assunto em outro momento),  por que não me sinto representada nas campanhas publicadas na televisão e na mídia impressa? Será que não somos suficientemente bonitas para representarmos a beleza feminina na TV e nas revistas? Muitas meninas negras, principalmente na infância e no começo da adolescência,  sofrem de baixa autoestima, não sou psicóloga, socióloga ou alguma profissional que possa detectar de forma mais científica a relação dessa baixa autoestima com a falta de representatividade das mulheres negras nos meios midiáticos, mas se tudo que remete ao belo, ao fashion é representado apenas por mulheres de pele clara, presume-se que a mulher negra não se encaixa nos padrões de beleza. Mas minhas lindas, não acreditem nisso, nós somos belas sim, com traços marcantes, sorrisos estonteantes e poderosas, perfeitas para estarmos em qualquer lugar.

img-447957-roberta-rodrigues

Precisamos mostrar que estamos atentas a tudo isso e as empresas, sejam elas de entretenimento ou de produtos, precisam levar em conta que somos mulheres atuantes e com poder de compra e persuasão. Se a nossa imagem não lhes serve, que o nosso dinheiro não os sirva também. Somos belas, somos fortes, merecemos ser respeitadas e representadas. Esse é o papo. Beijos da preta aqui.

Assuma seu mega – Cuidados com o Megahair

Olá pretas!

Hoje resolvi falar um pouco sobre a minha experiência em usar megahair e alguns cuidados que devemos ter.

Quando resolvi colocar o mega fiquei meio receosa em usar, tinha dúvida se ia gostar, se iria combinar comigo, enfim, esse tipo de insegurança que toda mulher tem quando está prestes a fazer uma mudança no visual. Eu também estava com o cabelo curto, quebrado demais, fino demais e insatisfeita demais com ele.

Vamos combinar que há um certo preconceito em utilizar megahair porque sempre existe aquela opinião preconceituosa e equivocada de que o cabelo não é seu, mas aí eu respondo: “o cabelo é meu sim, eu paguei por ele, assim como você paga pra alisar ou pintar o seu”. Passado o período de adaptação com o novo visual eu não tive problema algum em dizer “Sim eu uso megahair” e diga-se de passagem I love megahair.

A Beyonce, Rihanna, Giovanna Antonelli, Cris Viana (que já negou usar megahair) e muitas outras famosas usam, sejam elas negras ou não, e ninguém faz piadinhas de mal gosto. Se elas podem nós podemos também! megahair-vou-de-preta-bayonce-tais-araujo-rihanna-cris-viana

Não vou negar que já pensei  – e ainda penso – em deixar de usar o megahair, mas pra mim é como se fosse um vício que eu não consigo largar, eu gosto cada vez mais, principalmente após a manutenção que ele sai renovado.

Hoje eu uso mais o menos de 150g a 200g de cabelo afro de 50cm, mas isso varia de pessoa pra pessoa. Costumo comprar os cabelos em gramas pela internet, nas minhas duas lojas virtuais de confiança Bella Hair e Hair Shop; os prazos sempre são cumpridos, a quantidade também vem correta e o tipo de cabelo escolhido também chega corretamente e diga-se de passagem o R$ também são os melhores.

Para não danificar o cabelo natural, o ideal é fazer a manutenção a cada três meses, até porque depois desse tempo o mega fica meio frouxo e  feio. Vou fazer uma confissão pra vocês: nem sempre eu cumpro esse prazo e acabo pagando meio caro por isso, pois o meu cabelo acaba ficando mais fraco do que ele normalmente já é e também arrebenta na hora de retirar.

cabelos-megahair-vou-de-preta-Dai

Como há bastante acúmulo de substâncias no couro cabeludo e na superfície dos fios, causada pelo uso de shampoos, condicionadores, máscaras e finalizadores, o couro cabeludo e os cabelos acabam ficando oleosos, e quando usamos megahair não é diferente,  há um grande acúmulo de resíduos principalmente nas amarrações.

A gente que usa magahair crespo sabe como é difícil lavar os cabelos com shampoo pois enlinha e muitas vezes não fica bem limpo. Foi aí que eu fui pesquisar algo que me ajudasse a resolver esse problema, e encontrei essa receita que tem me ajudado muitooOo.

Anota aí: Misture 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio, aquele mesmo usado na cozinha, com um pouco de shampoo (a quantidade que você costuma usar normalmente). Aplique no cabelo umedecido, massageie e enxague em seguida.

assuma-seu-megahair-cuidado-megahair- Dainara-vou-de-preta

O bicarbonato de sódio é um agente altamente alcalino, com pH entre 9 e 10, que abre muito as cutículas e remove todo o acúmulo de substâncias na superfície dos fios, além de ser um ótimo esfoliante, o que gera uma desintoxicação intensa, sobretudo porque é um produto que vai higienizar o couro cabeludo.

Outra dica importante é na hora de dormir fazer uma trança folgada, os cabelos vão ter ótima aparência ao acordar e certamente não ficará enleado.

O que realmente importa é você se sentir bem, seja de cabelo curto, comprido, crespo, liso, com megahair, careca, loira, morena , ruiva… Enfim, com as infinitas possibilidades que existem de nos expressarmos e sermos o que quisermos e principalmente quando quisermos. Hoje eu decidi assumir o meu megahair e amanhã nem eu sei o que será.

Beijos da Dai pra todas as pretas e em especial a Sonara Sebastião que cuida dos meu hair ♥ .